Ficha Técnica


Título: 
O Beijo das Sombras (Vampire Academy)
Autor (a): Richelle Mead
Editora: Agir
Gênero: Romance e Fantasia
Nº de Páginas: 320



Sinopse: 

"Lissa Dragomir é uma adolescente especial por várias razões: ela é a princesa de uma família real muito importante na sociedade de vampiros conhecidos como Moroi. Por causa desse status, Lissa atrai a amizade dos alunos Moroi mais populares na escola em que estuda, a São Vladimir. Sua melhor amiga, no entanto, não carrega consigo o mesmo prestígio: meio vampira, meio humana, Rose Hathaway é uma Dampira cuja missão é se tornar uma guardiã e proteger Lissa dos Strigoi - os poderosos vampiros que se corromperam e precisam do sangue Moroi para manter sua imortalidade.

Pressentindo que algo muito ruim vai acontecer com Lissa se continuarem na São Vladmir, Rose decide que elas devem fugir dali e viver escondidas entre os humanos. O risco de um ataque dos Strigoi é maior, mas elas passam dois anos assim, aparentemente a salvo, até finalmente serem capturadas e trazidas de volta pelos guardiões da escola.

Em O Beijo das Sombras, Lissa e Rose retomam não apenas a rotina de estudos na São Vladimir, mas também o convívio com a fútil hierarquia estudantil, dividida entre aqueles que pertencem e os que não pertencem às famílias reais de vampiros. São obrigadas a relembrar as causas de sua fuga e a enfrentar suas temíveis consequências. E, quem sabe, poderão encontrar um par romântico aqui e outro ali. Mais importante, Rose descobre por que Lissa é assim tão especial: que poderes se escondem por trás de seu doce e inocente olhar?"





Olá, boys and girls. Mais uma resenha fresquinha e, dessa vez, da saga já bastante conhecida Academia de Vampiros. Há um tempo, mais ou menos desde Crepúsculo, falar sobre vampiros se tornou uma espécie de clichê literário. Por tal motivo, admito, "virei a cara" para esse livro algumas vezes. Mas depois de assistir uma pequena parte do filme homônimo de 2014, o qual infelizmente não possui a mesma qualidade do livro, decidi dar uma chance à saga de Richelle Mead. E não me arrependi.

Ao contrário do que a sinopse nos faz pensar, a protagonista é Rose e não Lissa, e é no ponto de vista dela que a trama se desenrola. Elas são duas amigas que fugiram da Academia São Vladmir há dois anos e são capturadas logo no início do livro por um grupo de guardiões (dhampirs, iguais a Rose) e levadas de volta. Lissa retorna para suas aulas que incluem Magia Elementar e tantos outros atributos importantes para a sociedade Moroi; enquanto Rose volta aos treinamentos para se tornar uma guardiã. Seu maior sonho é ser a guardiã de Lissa, com quem tem uma ligação psíquica, algo muito raro entre guardiões e seus protegidos Moroi.




"- Ela pode ser malcriada e desrespeitosa, mas se tem potencial...
- Malcriada e desrespeitosa? - interrompi - Quem é você, afinal? Algum tipo de ajuda terceirizada?
- O guardião Belikov é o guardião da princesa agora - disse a Diretora Kirova - o seu guardião sancionado.
- A senhora contratou mão de obra barata estrangeira para proteger Lissa?"




Rose é uma personagem forte e cheia de sarcasmo, o que a faz se meter em diversos tipos de encrencas. No entanto, além da ligação com Lissa que a permite saber se a mesma está em perigo, ela possui um forte senso de proteção quanto à amiga, que foi o que a fez fugir da academia para início de conversa. Para compensar assim os dois anos sem prática (e também como punição pela fuga), ela é obrigada a ter treinos extras com Dimitri Belikov, um guardião russo que foi designado para Lissa. Nem é preciso falar sobre o potencial do romance, certo?

Enquanto tudo isso acontece, Rose e Lissa têm de se integrar novamente à vida social da academia, o que inclui as fofocas diárias sobre o porquê delas terem fugido, como Lissa se alimentava, como elas conseguiram burlar a alta segurança do São Vladimir, etc. Entre outras coisas, alguém que alega "saber o que Lissa é" deixa um rastro de animais mortos como recados para a princesa pedindo para que ela se vá novamente. Rose, perturbada por ver a amiga cada vez mais abalada, começa uma busca para descobrir quem a está ameaçando e o porquê de Lissa possuir poderes incomuns, como a capacidade de curar os feridos e usar a compulsão até mesmo nos Moroi.

Pouco a pouco, segredos do passado vão sendo revelados na trama, assim com o mistério dos poderes de Lissa. O Beijo das Sombras é, definitivamente, um livro ótimo que consegue intercalar ação, mistério e romance com um toque de comédia. Toda a mitologia dos dhampirs, morois e strigois é maravilhosa, e é justamente o que o destaca dos "clichês" encontrados nas histórias de vampiros. O único ponto negativo foi, ao meu ver, a tradução do título aqui no Brasil. Originalmente, o livro se chama Vampire Academy (Academia de Vampiros), e poderia ter sido traduzido dessa forma por aqui também. O "Beijo das Sombras" não é necessariamente inapropriado, mas é algo que a gente só descobre o significado no fim do livro. Com o livro 3 que recebe o título Shadow-Kissed (Beijada pelas Sombras), a tradução feita foi Tocada pelas Sombras. Uma repetição desnecessária, já que Academia dos Vampiros é um bom título e daria o nome o qual todos conheceriam à saga, assim como outros best-sellers como Jogos Vorazes, Dezesseis Luas, etc. Mas isso é realmente um detalhe pequeno e quase irrelevante para a maioria das pessoas, o que é uma pena. :/

Espero que continuem acompanhando o blog, e principalmente as resenhas que virão. Alguém disse Aura Negra? Uhulll Õ/





Deixe um comentário